Mineração na Escola

A Terra e o seu entorno muito representam para todos nós. Ao habitar a última fase da era geológica, que, se comparada a um dia de 24 horas, seria o tempo equivalente ao último segundo do dia, o ser humano é quem usufrui, com mais eficiência, de seus recursos naturais. Dentre eles estão os minerais.
A distribuição geográfica dessa riqueza é errática e escassa. Em todo mundo, poucas são as regiões que as detêm. Na Amazônia, o Estado do Pará representa uma dádiva, por causa dos bens existentes em seu subsolo, em que se destaca a província mineral de Carajás que concentra depósitos invejáveis de recursos e reservas capazes de abastecer segmentos importantes da sociedade.

Download
SKU: 4002 Categoria: Tags: , ,

Descrição

A Terra e o seu entorno muito representam para todos nós. Ao habitar a última fase da era geológica, que, se comparada a um dia de 24 horas, seria o tempo equivalente ao último segundo do dia, o ser humano é quem usufrui, com mais eficiência, de seus recursos naturais. Dentre eles estão os minerais.
A distribuição geográfica dessa riqueza é errática e escassa. Em todo mundo, poucas são as regiões que as detêm. Na Amazônia, o Estado do Pará representa uma dádiva, por causa dos bens existentes em seu subsolo, em que se destaca a província mineral de Carajás que concentra depósitos invejáveis de recursos e reservas capazes de abastecer segmentos importantes da sociedade.
O grande desafio não é só explorá-los, mas colocar esses recursos em benefício de todos. Para que isso ocorra, é necessário que cada um tenha consciência de que o minério possui safra única, diferentemente da mineração que pode se reproduzir por intermédio de transformações de suas matérias primas e reciclagem. Portanto, nada melhor do que conhecer como a natureza se formou e, principalmente, como as riquezas minerais são extraídas e comercializadas. Para tal, é necessário que tais recursos sejam removidos dentro de padrões de sustentabilidade, cujo foco é um grande desafio tanto ao governo, como às empresas e à sociedade.
Ilustrado com 189 figuras e cinco tabelas, este livro “Mineração na Escola”, de autoria do renomado especialista, geólogo, Alberto Rogério da Silva, tenta mostrar tal realidade em seus doze capítulos: Sistema Solar, Água, Vida na Terra, Geologia, Rochas, Minerais, Petróleo e Gás Natural, Mineração, Garimpos, Sustentabilidade na Mineração, Mineração no Dia a Dia, e a Mineração e o Futuro.
O CETEM, com a edição deste livro, espera contribuir para a divulgação da atividade mineral no país, especialmente para os estudantes do ensino fundamental e médio, mas também será de utilidade para os não especialistas que pretendam obter uma visão panorâmica da mineração.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Mineração na Escola”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ir ao Topo