Perfil Analítico do Ouro

O presente trabalho é parte do Projeto Perfis Analíticos. Este Projeto teve por objetivo o preparo e publicação do Perfil Analítico das substâncias seguintes:

Água Mineral, Areia Alumínio, Amianto, Antimônio, Ardósia, Argila, Baritina, Bentonita, Berilo, Calcário, Carvão, Caulim, Cianita, Cimento, Chumbo, Conchas Calcárias, Columbita, Cromita, Diamante, Diatomita, Enxofre, Estanho, Feldspato, Ferro-ligas, Fertilizantes, Florita, Gemas, àgata, Ametista, Esmeralda, Quartzo róseo, Gipsita, Grafita, Granito, Lítio, Magnesita, Manganês, Mármore, Mica, Molibdênio, Níquel, Ouro, Pirocloro, Platina, Prata, Quartzo, Sal, Talco, Titânio, Terras raras, Tungstênio, Urânio, Vanádio, Vermiculita e Zinco.

O Perfil Analítico dá uma rápida visão de cada substância, sem a pretensão de esgotar o assunto.

Download
SKU: 4005 Categoria: Tags: , ,

Descrição

O ouro acompanha o homem através da história há 20.000 anos. A idade do ouro teve início no Egito, no Perío­do Paleolítico. Acredita-se que o Egito tenha sido a maior potência aurífera dos tempos antigos, e lá tenha-se desenvol­vido a metalurgia do ouro e técnica mineira, que alcançou um nível elevado antes da conquista de Alexandre Magno. Mas só com o descobrimento da América, inaugurada a Idade Moder­na, é que há um grande incremento da produção mundial, com o México, o Chile, a Bolívia, o Brasil, etc., produzindo grandes quantidades de ouro que enriqueceram as capitais europeias nos séculos XVI, XVll e XVIII. No século XIX tem início a produção norte-americana, que culmina com a grande febre do ouro, em 1849. Na Austrália, em 1851, acontece um descobrimento algo parecido com o da Califórnia-EUA. Mais tarde, nos Estados Unidos, o desenvolvimento das minas de Chipple Creek, no Colorado, acresceu substancialmente a pro­dução mundial. Porém, o descobrimento mais espetacular se dá na África do Sul, em 1896, que passou a dominar a produ­ção mundial até nossos dias.

No Brasil, as primeiras descobertas devem ter ocorrido cm 1551-1552, estimando-se que a sua produção total seja da ordem de l.741t; depois de ter sido o maior produtor no século XVlll, quando respondeu por cerca de 40% da produ­ção mundial, hoje, o Brasil representa tão somente 4% dessa produção.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Perfil Analítico do Ouro”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ir ao Topo